loader image

Blusão Softshell: como escolher e cuidar?

9 Fevereiro 2023 - 10 minutes de lecture
9 Fevereiro 2023 - 10 minutes de lecture
9 Fevereiro 2023 - 10 minutes reading
9 Fevereiro 2023 - 10 minutes reading
9 Fevereiro 2023 - 10 Minuten Lesezeit
9 Fevereiro 2023 - 10 minutes reading
9 Fevereiro 2023 - 10 minutos de lectura
9 Fevereiro 2023 - 10 minutos de leitura
9 Fevereiro 2023 - 10 minuti di lettura

Já ouviu falar dos blusões Softshell? Este termo esconde um tecido específico, extremamente versátil e incrivelmente prático. A ambição: criar um blusão técnico, que reúna as vantagems de um polar e de uma peça de vestuário repelente à água, oferecendo conforto máximo.
Além disso, a palavra Softshell poderia traduzir-se por «revestimento suave», ou seja, uma protecção eficaz mas ergonómica, que deixa respirar ao mesmo tempo que protege contra as intempéries. Esta tecnologia nasceu das expectativas dos desportistas, nomeadamente dos que praticam actividades como caminhada, BTT, trail e escalada.

Para estes desportos de exterior, as necessidades eram inúmeras e complexas: o vestuário ideal devia adaptar-se a diferentes condições climáticas, portanto isolá-los do frio e da chuva, permitindo evacuar a transpiração para não permanecerem com um tecido molhado. Bem entendido, este vestuário devia ser leve para dar uma grande liberdade de movimentos. Foi para colmatar todas estas necessidades que o Softshell nasceu, no início do século XXI!

Hoje, o Softshell é utilizado para produzir diferentes tipos de peças de vestuário, como luvas ou calças, mas é maioritariamente nos blusões que falamos nesta tecnologia. Após ter conquistado inúmeros desportistas, o blusão Softshell entrou no universo do têxtil profissional: jardineiros, artesãos e outros profissionais de exterior adoptaram totalmente o seu conforto e performance.

Então, o que é exactamente o Softshell? Como escolher um blusão Softshell, como o personalizar e como o tratar? Respostas neste artigo!

Softshell: explicações e pontos fortes

O tecido Softshell é uma combinação de diferentes camadas, conferindo a cada uma delas uma característica específica ao produto têxtil final.
Entre isolamento contra o frio e corta-vento, poder respirável e propriedades repelentes à água, o Softshell é uma protecção multicamadas e multifunções, um género de tudo-em-um muito apreciado pelos desportistas e profissionais que desejam estar protegidos, mas não bloqueados.
Além disso, a tecnologia Softshell consiste em reproduzir a sobreposição de peças de vestuário (como uma camisola debaixo de um blusão, por exemplo) numa única peça: prático!

Os blusões Softshell são maioritariamente compostos por poliéster, o que permite uma secagem rápida. Para a leveza e o conforto, a maior parte dos modelos contêm também elastano. Este material, reconhecido pela sua elasticidade, permite obter peças de vestuário «stretch» e particularmente ergonómicas. Resumindo, blusões isolantes, respiráveis e confortáveis que permitem uma grande liberdade de movimentos. Um detalhe extra muito apreciada: o toque suave na superfície e a leveza do têxtil, que o torna muito agradável de vestir.

Existem muitos tipos de blusões Softshell, em função do número de camadas que compõem o produto final:

Softshell 2 camadas

A primeira camada (interior) é em micropolar, a fim de proteger contra o frio e o vento, e a camada exterior é repelente à água, protegendo, portanto, das pequenas chuvas, sem ser totalmente impermeável.

Softshell 3 camadas

Aqui também, a primeira camada é em micropolar, mas foi adicionada uma membrana intermédia, que é microventilada e torna o têxtil muito respirável, permitindo ao ar circular na peça de vestuário. Por fim, a última camada exterior é impermeável a 8000 mm*.

* NB: Para quantificar a impermeabilidade de uma peça de vestuário, colocamo-la sob uma coluna de água. De seguida, observamos a altura da água a partir da qual a água trespassa o tecido. No nosso caso, uma impermeabilidade de 8000 mm significa que o blusão Softshell apresenta uma boa impermeabilidade para as chuvas moderadas. O equilíbrio adequado entre respirabilidade e protecção!

As vantagens de um blusão Softshell 3 camadas

  • corta-vento mas leve
  • repelente à água para proteger das chuvas leves a moderadas
  • respirável, que dexia o ar circular
  • stretch e ergonómico

Os diferentes tipos de blusões Softshell e respectivas utilizações

O blusão Softshell é, portanto, a peça intermédia perfeita entre um blusão quente muito pesado e um corta-vento muito leve. Um mix que permite evitar acumular muitas camadas de peças de vestuário, as quais reduzem a mobilidade e têm de ser carregadas quando as despimos. E para escolher bem o seu blusão, existem determinadas características indispensáveis:

  • Um corte justo, para assentar perfeitamente no corpo e permitir movimentos sem os condicionar
  • Um fecho, protegido na extremidade para poder ser fechado até cima sem beliscar a pele do percoço
  • Bolsos laterais, práticos para aí colocar as mãos ou arrumar objectos, como um telefone ou um leitor de código de barras

De seguida, são apresentadas várias formas, de modo a se adaptar à estação:

O colete,oferecerá uma grande liberdade de movimentos e muita leveza, uma vez que os braços não vão estar cobertos. Depois, existem blusões Softshell com capuz, que protegem ainda mais das chuvas leves. Por fim, os blusões sem capuz são adaptados a temperaturas frescas, sem chuva!

\

K650

Parka softshell acolchoada com capuz

A nossa selecção para os desportos de exterior com clima frio

Para o esqui ou um passeio na montanha, é preferível privilegiar um modelo bem quente e 3 camadas, como esta parka Softshell acolchoada com capuz da Kariban (K650). A gola subida e o capuz permitem um excelente isolamento térmico. Se estiver mesmo muito frio, este modelo pode ser combinado com um polar adicional, por exemplo, o modelo K911 da Kariban, a vestir, portanto, debaixo da parka.

A nossa selecção para uma longa caminhada na meia-estação

Para um passeio na floresta ou uma caminhada com clima agradável, o colete Softshell da Kariban para homem (K403) ou para senhora (K404) é ideal.
Mantém-se quente com as suas 3 camadas, e a sua forma sem mangas torna-o leve a transportar: uma mais-valia inegável no caso de uma longa jornada de caminhada!

\

K404

Colete softshell de senhora

\

K403

Colete softshell de homem

\

R450X

CASACO SOFTSHELL DE ALTA VISIBILIDADE

A nossa selecção para um profissional de logística, construção ou segurança

A tecnologia Softshell pode mesmo aliar-se a têxteis reflectores. A prova é este casaco Softshell de alta visibilidade Result R450X, quente, leve e ergonómico. Adapta-se às actividades de logística que impliquem estar visíveis em caso de fraca luminosidade, mas sem ficarem demaisado pesados por um casaco muito imponente.

A nossa selecção para as actividades de exterior (jardineiro, estafeta, artesão, etc.)

Procura o blusão ideal para equipar pessoas que trabalham no exterior? Considere os modelos com muitos bolsos, práticos para arrumar uma caneta, uma pasta ou um caderno. Um capuz amovível pode ser também uma mais-valia, como nesta referência da Kariban K413. Este blusão pode ser usado por cima de um polo, por exemplo, para um look mais cuidado e mais convencional, no caso de um chefe de oficina, por exemplo.

\

K413

Blusão softshell com capuz amovível

Os critérios de um bom blusão Softshell

  • Corte próximo do corpo
  • Fecho com protecção ao nível do pescoço
  • Bolsos laterais

 

Algumas opções adicionais:

  • capuz e/ou mangas amovíveis
  • alta visibilidade
  • gola subida e isolamento térmico reforçado
  • fabrico em poliéster reciclado

Tratamento adequado de um blusão Softshell

Seja no universo desportivo seja no de trabalho, os blusões Softshell são muitas vezes postos a provas duras: transpiração, intempéries, sujidades, resíduos, etc. Portanto, devem ser tratados, de modo a preservar a eficácia da peça e as suas características. Um tratamento desadequado poderá, de facto, alterar as suas propriedades repelentes à água, respiráveis e isolantes.

Mas atenção: o Softshell é uma combinação delicada, que implica seguir escrupulosamente as recomendações de tratamento.

Tratar regularmente e após cada utilização

Não é aconselhado lavar o seu blusão Softshell na máquina todas as semanas. Pelo contrário, para espaçar as lavagens, é vivamente recomendado limpá-lo à mão após cada utilização, com um pano ligeiramente húmido. É isto que vai permitir remover os resíduos e as sujidades que podem ter-se acumulado após uma caminhada ou uma dia de trabalho (lama, pó, etc.). Depois, arrumamo-lo em ambiente seco, de modo a evitar que a humidade ambiente danifique os tecidos.

Lavar na máquina a 30 °C com uma lixívia suave e sem amaciador

De vez em quando, o blusão Softshell pode ser lavado na máquina, tomando algumas precauções. Para começar, o blusão deve ser lavado sozinho, sem qualquer outra peça de vestuário, de modo a evitar contacto com outros tecidos, botões ou fechos. As recomendações podem variar de modelo para modelo, mas será sempre preferível uma lavagem a 30 °C, se possível com um programa para roupa delicada e uma lixívia muito suave. Antes de colocar o blusão na máquina de lavar, é aconselhado colocar a peça do avesso e fechar os fechos. A evitar a todo o custo: amaciadores, branqueadores e tira-nódoas, que podem prejudicar os materiais e danificar os seus poderes respirável e repelente à água.

Secar ao ar livre e impermezabilizar o tecido

Finalmente, é aconselhado não centrifugar e evitar a máquina de secar roupa, sempre para evitar danificar o Softshell. É preferível privilegiar uma secagem ao ar livre e, ainda melhor, colocando a peça numa cruzeta para conservar a sua forma.
Uma vez lavado e seco, é possível aplicar um spray impermeabilizante para restituir a eficácia à camada repelente à água.

Em qualquer caso, cada modelo possui uma etiqueta e instruções de lavagem precisas, que devem ser escrupulosamente respeitadas para conservar um blusão Softshell suave, leve e eficaz!

Tratar um blusão Softshell em 4 etapas

  1. após cada utilização, limpar as impurezas com um pano húmido
  2. lavar pontualmente na máquina (fechado e sem outras peças de roupa) com um programa para roupa delicada, com uma lixívia suave e sem amaciador
  3. secar ao ar livre numa cruzeta
  4. impermeabilizar o tecido depois de seco

Personalizar um blusão Softshell: como e porquê?

Os blusões Softshell são peças de vestuário delicadas, mas que se podem personalizar, sob a condição de aplicar métodos adequados.

Algumas particularidades a ter em conta

Lembre-se: o tecido Softshell é uma combinação frágil e elástica, pelo que é necessário prestar uma atenção muito especial ao local da personalização e à técnica utilizada. De facto, no momento da personalização, algumas máquinas podem danificar a peça, ao ponto de a inutilizar! Isto deve-se ao calor, que pode fazer deslocar os pigmentos de um tecido para o padrão e, portanto, alterar as propriedades do Softshell. A este deslocamento irreversível chama-se subida por sublimação.

O Softshell personalizado por transfer

Felizmente, existem técnicas para corrigir esta situação: coloca-se uma camada adicional no momento da personalização, que vai funcionar como uma barreira entre a personalização e a peça de vestuário. O têxtil e as cores do padrão ficam, assim, protegidos, para um resultado adequado e brilhante. Este procedimento é um tipo de transfer e continua a ser o método de personalização mais interessante para personalizar um Softshell, seja para um clube desportivo ou para oferecer aos funcionários de uma empresa.

 

O Softshell personalizado graças ao bordado

Outra técnica de personalização utilizada no Softshell: o bordado. Mais cara, é também mais resistente e duradoura. Permite personalizar blusões para, por exemplo, artesãos ou funcionários do sector da construção.
Para usar esta técnica, o tecido deverá ser suficientemente espesso (no mínimo 220 g/m², mas é quase sempre o habitual para os blusões Softshell) e o logótipo ou o padrão não deverão conter pequenos detalhes, que não serão correctamente replicados com o fio bordado.

Personalização por transfer Personalização por bordado
Particularidades

Necessita de adicionar uma camada protectora para evitar os riscos de sublimação

Para todos os tipos de padrões

Possível numa espessura mínima de 220 g/m²

Para padrões com poucos detalhes

Custo ++
O preço diminui em grandes quantidades
+++
Alta
Resultado/Durabilidade ++
Adequado com um bom tratamento
+++
Excelente

Como percebeu ao longo deste artigo: o blusão Softshell é um blusão técnico, pelo que o seu preço será forçosamente mais elevado do que o de uma peça clássica. Por outro lado, vimos que este produto apresenta inúmeras vantagens que justificam este investimento:

  • Uma única peça 3 em 1, que se adapta a condições climáticas variáveis (ainda mais na montanha ou na Primavera, por exemplo)
  • Modelos versáteis, cujo capuz ou as mangas podem ser removidos
  • A possibilidade de um forro acolchoado para manter o calor
  • Cada vez mais inovações sustentáveis (poliéster recicado) e técnicas (alta visibilidade, propriedades reforçadas, etc.)
  • Uma superfície lisa, ideal para a personalização

É, portanto, por todas estas razões que estas peças equipam cada vez mais profissionais e desportistas e que a sua concepção se adapta aos desafios ambientais e às expectativas dos clientes: materiais eco-responsáveis, tecnologia de alta visibilidade, isolamento mais ou menos quente e impermeável, novas cores, etc. Sem dúvida de que o tecido Softshell está e continuará a estar em constante evolução, de modo a apresentar sempre modelos mais técnicos e mais eficazes.

Kariban, Dickies, Result, Russel, Puma Workwear, etc. Consulte a nossa secção Softshell, para encontrar o modelo ideal e apresentar aos seus clientes uma peça de vestuário de qualidade.

 

Partager cet article

Partager cet article

Deel dit artikel

Deel dit artikel

Diesen Artikel teilen

Share this article

Comparte este artículo

Partilhar este artigo

Condividi questo articolo

Vous aimerez aussi

Vous aimerez aussi

Aanraders

Aanraders

Sie werden auch mögen

You will also like

También te gustará

Também vai gostar de

Ti piacerà anche

Kimood e Kariwala: a aventura continua!

Kimood e Kariwala: a aventura continua!

Há alguns meses, contámos-lhe a génese da parceria entre a Kimood e a Kariwala.
Um projecto franco-indiano ambicioso, dirigido por Matteo Borri (responsável de marcas para a KARIBAN BRANDS) e a fábrica Kariwala, situada em Calcutá.

A razão de ser desta aliança? Valores comuns em torno da ética e da eco-responsabilidade, que deram vida à colecção Conscious by Kimood e a muitas outras iniciativas!